11 de nov de 2005

Fazendo overclock no AMD Sempron 2500+

Após um longo tempo sem ter a possibilidade de trabalhar com hardware, tive recentemente a oportunidade de fazer alguns testes e overclock no processador AMD Sempron 64+.

1) Processadores AMD Sempron

Existem basicamente 3 tipos diferentes de processadores Sempron : para Socket-A de 32 bits ( é o mesmo socket utilizado para o Athlon XP e Duron), Sempron Socket 754 com as instruções de 64 bits desativadas e os com as instruções ativadas. A primeira versão do Sempron para Socket 754 veio com as instruções de 64 bits desativadas, depois a AMD resolveu ativar estas instruções. Portanto, se for comprar um Sempron de 64bits, fique atento ao número de série. Todos os processadores com as instruções ativadas apresentam no final do número de série o código BX. As instruções de 64 bits serão necessárias para rodar os sistemas operacionais de 64 bits (Windows Vista, etc.) . Isso fará muita diferença no futuro.

A única diferença entre o processador Sempron de 64 bits para s Athlons 64 é o tamanho do cache L2. O Ath64 é tem 1 megabyte enquanto no Sempron tem somente 128 ou 256kbytes. Essa diferença não provoca tanta diferença no processamento na arquitetura de 64 bits, como iremos observar,

2) Equipamento Utilizado

A máquina utilizada no overclock:

Placa mãe ASUS K8N - chipset nForce 3
CPU AMD Sempron 64 2500+ @ 1400Mhz
Cooler da Marca CoolerMaster para até Athlon 64 3700+
512 RAM - DDR 400 (genérica)
Fonte de 500w (genérica)
Placa de Vídeo nVidia GeForce 4 Ti 4200 - 128mb- AGP 8x
40Gb HD 7200 Seagate

O Sempron 2500+ trabalha originalmente da seguinte forma :

Multiplicador do HT (HyperTransport) : 4
Multiplicador do FSB : 7
FSB : 200mhz

Nestas configurações a temperatura média do processador ficava em torno de 35º C.

Configuração padrão do Sempron 2500+

3) Fazendo o overclock

ATENÇÃO : Para realizar um overclock é necessário ter conhecimento técnico de hardware, não se aventure!! Um erro pode provocar a perda da CPU, placa mãe, fonte de alimentação, etc. Não me responsabilizo por possíveis acidentes!

Este overclock foi feito utilizando os recursos da BIOS da K8N. Não utilizei nenhum software de overclock (clockgen, etc.).

Para fazer este over, reduzi a frequência do multiplicador do HT para 3 e a frequência das memórias para 133mhz. A redução da velocidade das memórias é necessária em função do aumento do FSB, caso contrário, as memórias irão para o brejo, pois o clock delas irá aumentar juntamente com o FSB passando dos 200Mhz.

Eis as fórmulas :

[Clock de Referência] X [ Multiplicador CPU] = [Freqüência do CPU]; / [Divisor da memória] = [Freqüência da Memória]

200MHz X 11 = 2200MHz, /11 = 200MHz ou DDR 400

Para maiores informações sobre a tecnologia AMD de 64 bits, sugiro a leitura do artigo "Athlon 64 - A Bíblia".

Durante o overclock é necessário monitorar as temperaturas da CPU e da placa mãe , portanto antes de iniciar, ativei este recurso na BIOS. Além disto, instalei o ASUS Probe, para eu monitorar a temperatura do processador no Windows. Observação : estes processadores da AMD 64 não tem a mesma resistência ao calor que os Duron e Athlon XP, que podem resitir até 90ºC. Estes processadores novos vão até 70ºC no máximo (dependendo da versão!), portanto limitei a 55ºC.

Este overclock é bem modesto, graças a memória e fonte de alimentação genéricas. Não alterei a voltagem do processador (vcore).

Aumentando gradativamente o FSB, consegui atingir 270 com o processador a 45ºC. Acima de 270 observei alguns travamentos no Windows XP provavemente provocados pela memória genérica. Acredito que com uma fonte real e memórias com pedigree, devo chegar facilmente a mais de 300 FSB, sem contar a possibilidade de aumento do vcore, fazendo o Sempron voar. Mas desta forma o custo iria aumentar muito, e já não se justificaria. A idéia é utilizar componentes baratos e obter o máximo de custo x benefício.

Configuração após o overclock : o processador passou a trabalhar a 1925Mhz.

4) Benchmarks (testes de desempenho)

Utilizei o SuperPi e Sisoft Sandra para fazer os testes.

Nas configurações padrão, o Sempron 2500+ levava 1,02 minutos no teste PI de 1Mb. Após o overclock, apenas 48segundos. Obtive um ganho 29% na velocidade de processamento.

Teste SuperPI e CPU-Z.


Sandra : Após o overclock, o "Sempronzinho" bateu o Athlon 64 3000!!

5) Conclusões

Com esse overclock super modesto, consegui um ganho de perfomance de cerca de 30%, ultrapassando o processador do A64 3000+ , que é BEM mais caro e mostrando que o cache L2 não tem tanta influência como na arquitetura de 32bits.

A questão é : Você ainda acha que vale a pena comprar um Athlon 64???